ÚLTIMAS:
12:27

About the author

Equipe Sintracoop

Sindicato dos Trabalhadores Celetistas em Cooperativas

Related Articles

5 Comments

  1. 1

    M. Fetha

    Muito louvável da parte do sr. ministro da saúde, que no twitter escreveu: a comunidade científica não reconhece a auto-hemoterapia.

    Pena que ele não tenha incluído nesta comunidade a qual se referiu, os muitos renomados profissionais que apoiam a terapia.

    Pena que ele não se interesse em promover estudos sobre uma terapia que já ajudou milhões de pessoas. Pois com certeza, poderia economizar muitos recursos em medicamentos e aplicar em outras prioridades da saúde.

    Muitos tentam descreditar a auto-hemoterapia, os auto-hemoterapeutas, o Dr. Luiz Moura e os profissionais de saúde que apoiam a AHT. TENTAM até mesmo descreditar ou atribuir placebo às curas que a AHT proporcionou.

    Aos que dizem que a Auto-hemoterapia é psicológica, é tão simples, “é só” encontrar portadores das mesmas enfermidades, como Mal de Crohn, Esclerodermia, e outras que somente a AHT é capaz de curar, e usar “pílulas de açucar”, em vez da auto-hemoterapia, e obter os mesmos resultados. E também explicar como ela é placebo nos animais, já que a terapia é empregada com exito em medicina veterinária, há mais de 1 século.

    Outros ainda têm a petulância e ousadia, em querer equiparar sua sabedoria, por exemplo, à Dr. Jorge Gonzalez Ramirez, 3 doutorados, falante de 7 idiomas, 40 publicações científicas etc. (vide seu CV abaixo), que declarou: A auto-hemoterapia tem 98 a 99% de êxito.

    DR. JORGE GONZÁLEZ RAMIREZ (in memorian)

    Foi sem dúvida o cientista que mais avançou nos estudos da Auto-hemoterapia em todo o mundo. E a definou numa única frase: A Auto-hemoterapia tem 98/99% de êxito.

    Curriculum Vitae

    Nasceu na Cidade do México em 1926 e tem o título de Médico pela Universidade Nacional Autonoma do México e um Doutorado em Biología Celular pela mesma Universidade.

    Realizou estudos de pos-graduação obtendo o Doutorado de Biología Celular no Instituto Max Planck da Universidade de Tübingen na Alemania. Também obteve o Doutorado em Fisiologia Celular pela Universidade de Paris.

    O Doutor González foi pesquisador em tempo integral no Instituto de Estudos Médicos e Biológicos (IEMB) da Universidade Nacional Autonoma do México. Tambem foi diretor do Laboratório de Análises Clínicas no Instituto Nacional de Cancerologia.

    Realizou estudos avançados de Microscopia Eletronica na Alemanha, Japão e Inglaterra e é pioneiro nesta especialidade no México.

    O Doutor González é membro do Comite Editorial de “Blood Therapy Journal” e também da “International Society for Cell Biology”.

    Tem mais de quarenta publicações científicas de Biología Celular, vinte e quatro das quais foram editadas pelo IEMB e as restantes por editores no México, U.S.A., França, Alemanha, Bélgica, Tchecoslováquia e Inglaterra. Tambem produziu onze vídeos científicos e dirigiu numerosas teses científicas feitas por estudantes de medicina no final de seus estudos.

    Tambem fez seminários e conferências sobre biomedicina em vinte e cinco instituições médicas mexicanas assim como também na França, E.U.A., Inglaterra, Cuba, Tchecoslováquia, Costa Rica, Bélgica, na antiga União Soviética, Alemanha e China.

    Em consequência do acima mencionado, mais de vinte pesquisadores médicos renomados mencionam seus trabalhos em suas publicações. Entre outros temos a Bolognaria, Siplin, Jordan, Rose, Puza, Duryee, Paweletz, Chmelar, Von Wettstein, Sieba, Pease, Lettre, Naguenau y Berndhard.

    “Queremos hacer público nuestro agradecimiento y afecto para el Dr. JORGE GONZALEZ RAMIREZ, maestro de muchos; y que gracias a su inteligencia como investigador, los médicos de la Asociación Mexicana para el Diagnostico y Tratamiento de Enfermedades Autoinmunes, contamos actualmente con esta importante arma terapéutica que nos ha permitido salvar muchas vidas”.
    http://www.autohemoterapia.com/

    Dr. Jorge González Ramírez, mexicano, nasceu e morreu na Cidade do México. (23 de novembro de 1926 a 14 de fevereiro de 2008).

    Graduou-se em 1950 como Cirurgião da Escola Nacional de Medicina, Universidade Nacional Autonoma de México (UNAM), também detentor dos seguintes doutorados:

    Doutorado em Fisiologia Celular, pela Universidade de Paris, França, em 1958.
    Doutorado em Biologia Celular do Instituto Max Planck, da Universidade de Tübingen, na Alemanha, em 1964.
    Doutor em Ciências Médicas (Cell Biology) da UNAM, México, em 1973.
    Ele também fez vários estudos de pós-graduação, especializado em cultura de tecidos e microscopia eletrônica.

    Dominou 7 línguas (Espanhol, Inglês, Francês, Alemão, Italiano, Português e Russo)

    PENA TAMBÉM QUE ELE, em vez de twittar sobre um assunto que demonstrou desconhecer totalmente, não tenha lido:

    E a auto-hemoterapia na hipertensão?
    (Dr. Luiz Moura):

    http://www.youtube.com/watch?v=RxvRMkdirJ4
    canal: http://www.youtube.com/AHTespanol

    E na hipertensão Arterial?

    Não, aí não há…, a hipertensão não é por entupimento, é por espasmo arterial, aí o que vale a AH é porque a hipertensão é mais de origem psicossomática, 95% dos casos de hipertensão, são hipertensões chamadas essenciais, é o nome que a medicina dá quando não existe uma causa definida, não se sabe o que é, sabe-se que tem muita relação com o lado emocional, muito, é a hipertensão essencial, e que é a grande maioria. Existe um número muito pequeno, parcela pequena, que é hipertensão renal, uma substância que produz a hipertensão que chama ‘renina’ (?), e existe outro número de hipertensos que é devido ao sangue circular mal, por estar com excesso com gordura, colesterol, HDL, LDL o ruim né, colesterol e triglicerídeos muito altos, então há uma hipertensão porque o sangue circula com menor velocidade, mas de qualquer maneira a AH funciona muito bem, porque vai atuar no caso, mesmo da essencial, essa que representa mais de 90% dos casos, vai atuar no sistema neurovegetativo, reequilibrando o vago simpático, e na hipertensão é uma dominância do sistema simpático que contrai os vasos sobre o sistema vago que dilata os vasos, e reequilibrando, ajuda no tratamento da hipertensão.
    http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-dvd.htm#E%20na%20hipertens%C3%A3o%20Arterial
    AUTO-HEMOTERAPIA, Contribuição para saúde.
    transcrição do DVD sobre a AHT:
    http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-dvd.htm

    Pena que ele não assista vídeos como:

    Paulo Magalhães usa a Autohemoterapia no controle da pressão arterial. (hipertensão).
    http://www.youtube.com/watch?v=SnMKH0slbGk
    canal Auto-hemoterapia uma imunização com nosso próprio sangue:
    http://www.youtube.com/worldautohemotherapy

    México reconhece a Auto-hemoterapia:
    http://www.youtube.com/watch?v=LDk6-Hc4Z38

    Outra reportagem da TV Mexicana Autohemoterapia e diabetes:
    ( ele até pode conferir a TV mexicana fornecendo telefones para que os diabeticos se informem sobre a AHT):
    http://www.youtube.com/watch?v=e6cy0tKD_eQ

    Mas quem sabe ele gostaria de assistir este:

    Situação da Auto-hemoterapia no Brasil – vídeo documentário (14:50m)

    vídeo em alta definição de vídeo: 200MB
    http://www.youtube.com/watch?v=dQ4Bj-5ARL0

    (conexões mais lentas):
    vídeo em resolução 320×240: 50MB:
    http://www.youtube.com/watch?v=wcftg6iYQ78

    Este documentário retrata a atual situação da Auto-hemoterapia no Brasil. Órgãos de saúde no país “ainda” insistindo em desabonar a auto-hemoterapia. E a realidade é bem diferente, pois conceituados profissionais e “milhares” de testemunhos “comprovam” a inocuidade e eficácia da terapia.

    A transcrição do áudio deste vídeo, pode ser vista na íntegra em:
    (as páginas contém o Google Tradutor on-line)

    http://autohemoterapia.orgfree.com/documentarioAHT.htm
    http://www.geocities.ws/autohemoterapiabr/documentarioAHT.htm

    E quem quiser mais informações sobre a Auto-hemoterapia, hipertensão e diabetes, poderá ler os testemunhos de usuários, que atestam a eficacia e inocuidade da terapia:

    Relatos – Auto-Hemoterapia e Hipertensão

    http://pdfcast.org/pdf/relatos-auto-hemoterapia-e-hipertens-o

    http://www.geocities.ws/autohemoterapiabr/doencas/hipertensao.htm

    Relatos – Auto-Hemoterapia e Diabetes

    http://pdfcast.org/pdf/relatos-auto-hemoterapia-e-diabetes

    http://www.geocities.ws/autohemoterapiabr/doencas/diabetes.htm

    As páginas acima contém apenas uma pequena parcela de testemunhos.
    Veja mais relatos na seção de depoimentos em:
    http://www.hemoterapia.org/

  2. 2

    M. Fetha

    E o sr ministro poderia ler também, o Dr. Luiz Moura explicando:

    Pergunta:
    A auto-hemoterapia é válida nas complicações de diabetes?

    (Dr. Luiz Moura explica):

    – Isso aí seria válido, porque no caso da gangrena, por exemplo, eu tive uma paciente que teve uma ulcera de perna, de pé, aliás, pegou o tornozelo dela, e que já estava,… se via até os tendões, tava um caso que chegou a um nível de amputação. E então, estava marcado para 2 ou 3 dias depois, a amputação deste pé. Essa Sra. era diabética a muitos anos e então ela, uma pessoa da família me chamou, eu fui lá no Lins de Vasconcelos atender e achei que deveria ser tentado a Auto-hemoterapia, para neste caso que ainda havia a possibilidade de evitar essa amputação. E eu fiz, então, prescrevi a AH, ela fez o tratamento de algumas semanas e a ulcera fechou e ela não teve que amputar e veio a falecer uns 20 anos depois, com o seu pé, ela faleceu ainda em conseqüência a diabetes, porque ela faleceu em conseqüência de um acidente vascular agudo, enfarto do miocárdio, que a diabetes produz esses acidentes vasculares. É um fator que desencadeia, e ela veio a falecer disso, mas ela morreu com o pé que seria amputado uns 20 anos, quer dizer, ela ganhou 20 anos de uma qualidade de vida maior por que, já que ela podia caminhar, andar perfeitamente e tudo e sem uso de nenhum aparelho, sem nada.

    Na cegueira o que há é isso, é que a diabetes produz uma arterite, uma inflamação na íntima das artérias, é por isso que leva a cegueira, a falta de oxigenação dos tecidos em função do entupimento. Como a AH pode realmente influenciar em alguma coisa, porque ela dá uma proteção a maior à célula, ela aumenta a resistência da célula, essa irritação da glicose, não que ela cure, ela não atua na diabetes mudando, curando o diabetes, não, de maneira nenhuma, mas ela pelo menos, protege a célula e as conseqüências, os efeitos adversos levam mais tempo para ocorrer. É, uma forma de retardar, a destruição celular que ocorre em função da diabete, que vai afetando todo o sistema vascular, não afeta só os pequenos vasos, não, afeta todos os maiores depois… É uma doença que precisa ser combatida com muitos medicamentos que atuam contra os radicais livres, não é só controlar a glicose, é necessário evitar agressão à célula pelos radicais livres, isso aí com vitamina A, E e C, selênio, várias substâncias que protegem a célula, então a gente…., tudo que for feito para evitar os danos causados pelo excesso de glicose, tem valor.

    FONTE: http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-dvd.htm

  3. 3

    M. Fetha

    Olá,

    Como o meu 1º comnetário, “ainda” não foi publicado, gostaria de informar um link para o conteúdo do mesmo.

    Att,

    M. Fetha Seu comentário está aguardando moderação.
    março 5th, 2011 on 12:10

    Muito louvável da parte do sr. ministro da saúde, que no twitter escreveu: a comunidade científica não reconhece a auto-hemoterapia.

    Pena que ele não tenha incluído nesta comunidade a qual se referiu, os muitos renomados profissionais que apoiam a terapia.

    Pena que ele não se interesse em promover estudos sobre uma terapia que já ajudou milhões de pessoas. Pois com certeza, poderia economizar muitos recursos em medicamentos e aplicar em outras prioridades da saúde.

    CONTINUA EM: http://www.hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/comentario-aguardando-publicacao-em-padilha-lanca-campanha.asp

  4. 4

    M. Fetha

    ESPECIALISTA RECONHECE A AUTO-HEMOTERAPIA.

    Médico diz que prescrever auto-hemoterapia é ato de humanidade

    — Walter Medeiros

    “Qualquer médico no mundo com um mínimo de conhecimento de imunologia, hematologia, clínica médica e bom senso deva admitir que a auto-hemoterapia funcione baseada em evidências clínicas (prática aceita pela medicina atual).” A afirmação é do médico Marcus Mac-Ginity, gaúcho de Porto Alegre, que atua em clínica e pediatria há mais de 20 anos, morando e trabalhando na cidade baiana de Rio Real, situada na divisa com Sergipe.

    Ele observa que “Como todos os procedimentos, a auto-hemoterapia tem suas indicações mais precisas ou menos precisas e até as inadequadas.”, mas opina que “Todos concordam que funciona nos casos selecionados bem indicados de necessidade de aumento da defesa imunológica do ser humano.”, acrescentando que “Concordam inclusive os que estão falando contra, exatamente porque sabem que funciona ou poderá funcionar…”

    Segundo o Dr. Marcus Mac-Ginity, “A divergência ocorre quando se expressa a opinião pública da ideologia de cada um. Nesta hora os “interesses” individuais é que comandam as palavras a favor ou contra um fato real (a prática da auto-hemoterapia pela população em geral).”. Lembra que “Há “interesses” financeiros e pessoais que são contra. Senão a primeira atitude seria realizar trabalhos, experiências para comprovar… Mas quem é contra não cita trabalhos científicos para não estimular exatamente a comprovação técnica de uma prática que, na minha opinião como médico essencialmente clínico, já é baseada em “evidências clínicas práticas e científicas” muito claras”.

    Recomenda que vejam os trabalhos científicos já citados sobre o assunto e a opinião dos pacientes que se beneficiaram. E diz mais: “Com a certeza clínica científica de que não prejudica o paciente, pois não há efeitos colaterais relatados, e a garantia de resultados clínicos na prática diária para casos selecionados com indicação precisa, só nos resta um ato de humanidade: prescrever.”

    Explica ainda o médico gaúcho que atua na Bahia: “Sou prático e realista. Se estiver errado, que me provem o contrário! Por enquanto, faço o que acredito ser o certo! Tal como o Dr. Moura, faço auto-hemoterapia e divulgo a boa notícia…”. Finalmente, o Dr. Marcus revela que teve rinite crônica por vários anos, que desapareceu em poucas semanas de auto-hemoterapia. “Graças a Deus existe a internet! No que puder ajudar, estou à disposição para diminuir ou sanar o sofrimento humano…”, conclui o depoimento ao Jornal da Serra da Cantareira em 09.05.2007.

    FONTE: http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-ba.htm

    Caros amigos do Jornal da Serra

    Através de amigos, recebi um link para o excelente artigo
    Auto-hemoterapia: perigosa para o bolso dos médicos e dos laboratórios
    farmacêuticos – por Isabel Raposo – deste Jornal. Sou médico (clínica e pediatria) há mais de 20 anos, gaúcho de Porto Alegre, morando e trabalhando na Bahia, na cidade de Rio Real, interior norte divisa com Sergipe.
    Apoio o artigo citado. Assino embaixo. Acredito que qualquer médico no mundo com um mínimo de conhecimento de imunologia, hematologia, clínica médica e bom senso deva admitir que a auto-hemoterapia funcione baseada em evidências clínicas (prática aceita pela medicina atual). Como todos os procedimentos, tem suas indicações mais precisas ou menos precisas e até as inadequadas. Todos concordam que funciona nos casos selecionados bem
    indicados de necessidade de aumento da defesa imunológica do ser humano.
    Concordam inclusive os que estão falando contra, exatamente porque sabem
    que funciona ou poderá funcionar… A divergência ocorre quando se expressa a opinião pública da ideologia de cada um. Nesta hora os “interesses” individuais é que comandam as palavras a favor ou contra um fato real (a prática da auto-hemoterapia pela população em geral). Há “interesses” financeiros e pessoais que são contra. Senão a primeira atitude seria realizar trabalhos, experiências para comprovar… Mas quem é contra não cita trabalhos científicos para não estimular exatamente a comprovação técnica de uma prática que, na minha opinião como médico essencialmente clínico, já é baseada em “evidências clínicas práticas e científicas” muito claras (vejam os trabalhos científicos já citados sobre o assunto e a opinião dos pacientes que se beneficiaram). Com a certeza clínica científica de que não prejudica o paciente (não há efeitos colaterais relatados) e a garantia de resultados clínicos na prática diária para casos selecionados com indicação precisa, só nos resta um ato de humanidade: prescrever.
    Sou prático e realista.
    Se estiver errado, que me provem o contrário!
    Por enquanto, faço o que acredito ser o certo!
    Tal como o Dr. Moura, faço auto-hemoterapia e divulgo a boa notícia…
    (Tive rinite crônica por vários anos que desapareceu em poucas semanas de
    auto-hemoterapia)

    Graças a Deus existe a internet! No que puder ajudar, estou à disposição
    para diminuir ou sanar o sofrimento humano…

    Autorizo a identificação e publicação de tudo o que escrevi.

    Dr. Marcus Mac-Ginity – Rio beal – BA
    CRM-BA 18016

    fonte: http://www.jornaldaserra.com.br/6saude/7autohemodepoimentos.htm

  5. 5

    M. Fetha

    Especialista reconhece a Auto-hemoterapia.

    Mensagem da Dra. Graciela Bazzi – Médica, postada em forum de discussão sobre a auto-hemoterapia.

    Data: 07/02/2010 19:07
    De: Dra Graciela Bazzi
    IP: 190.48.143.25
    Assunto: Re: AUTOHEMOTERAPIA NA ARGENTINA

    Desde el año pasado, en que mi caballo, estaba gravemente enfermo, de un cuadro respiratorio, donde no tenia mas remedio que continuar con dosis de corticoides qeu le afectaban la salud por otro lado, y viéndolo con tanta restriccion respiratoria, comencé con AUTOHEMOTERAPIA, a la 3 aplicación, se vieron lo cambios y en 20 aplicaciones había remitido absolutamente la disnea y el cuadro patológico. Por lo que defiendo esta terapia, y como médica de humanostambien la pongo en práctica con algunos de mis pacientes. Gracias a que la he encontrado.

    Dra Graciela Bazzi- Médica- 1554281156- Buenos Aires Argentina

    fonte: http://inforum.insite.com.br/39550/10409370.html

    Via Google tradutor:

    Desde o ano passado, quando o meu cavalo estava gravemente enfermo, de uma doença respiratória, onde não tinha remédio senão continuar com as doses de corticóides que lhe afetavam a saúde por outro lado, e vendo-o com tanta restrição respiratória, eu comecei com a AUTOHEMOTERAPIA, e na 3ª aplicação, vieram as mudanças, e em 20 aplicações houve a remissão absoluta da dispnéia e do quadro patológico. Então eu defendo essa terapia, e como médica, eu a ponho em prática em alguns dos meus pacientes. Dou graças que a tenha encontrado.

    Dra Graciela Bazzi- Médica- 1554281156- Buenos Aires Argentina

    http://goo.gl/8AdIY

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2016 Feito com Wordpress, Baseado em Goodnews Silvio Rodrigues (Webmaster)